Scarlet Nexus: o Primeiro Jogo “Estilo Anime” da Nova Geração

Foi no evento online Xbox 20/20 que Scarlet Nexus foi apresentado pela primeira vez ao mundo. Como sou um grande fã da franquia Tales Of, da Bandai Namco, sempre fico empolgado com os jogos dessa desenvolvedora, especialmente quando as promessas são grandiosas, em termos de visual e gameplay.

Obviamente, o primeiro vídeo relacionado ao título não deu muitos detalhes sobre suas mecânicas, mas foi suficiente para deixar uma coisa muito clara: o primeiro jogo “estilo anime” da nova geração terá construções dotadas de um apelo visual enorme.

Bem, após os últimos trailers liberados há algumas semanas, o fato é que Scarlet Nexus conseguiu chamar a atenção de mais players. E sim, foi por conta desse “ganho de popularidade” que eu resolvi criar este pequeno preview, a fim de lhe ajudar a ajustar as expectativas em relação a essa aventura. Vamos conferir o que está a caminho?

Scarlet Nexus: o Resumo da Obra

Como eu destaquei, as primeiras impressões deixadas por Scarlet Nexus foram todas relacionadas ao seu visual. Nesse caso, o que pudemos verificar é que o jogo terá um estilo muito bonito e sua ambientação seguirá uma linha que, segundo os desenvolvedores, pode ser classificada como Brainpunk.

Fazendo uso desse cenário Brainpunk como plano de fundo, o título promete ter combates eletrizantes, nos quais algumas habilidades psicocinéticas (bem ao estilo Control) serão o grande destaque.

Scarlet Nexus pode ser classificado como um Action RPG que segue a linha de jogos como Code Vein e faz uso de muitos conceitos oriundos do subgênero Hack and Slash. Ademais, é possível que, no fim das contas, uma dose de Souls-Like também acabe sendo adicionada ao “pacote”.

No que tange à sua história, temos uma trama que se desenvolve em um futuro distante, no qual alguns seres humanos apresentam poderes extrassensoriais capazes de alterar o mundo de forma uma considerável.

Apesar do grande desenvolvimento tecnológico, a sociedade humana não vive em paz, já que os conflito com seres mutantes conhecidos como Os Outros são constantes. E, claro, são apenas os humanos mais poderosos que conseguem enfrentar esses adversários.

Resumindo, Scarlet Nexus reunirá uma série de elementos de jogos de grande sucesso e tentará combinar tudo de uma forma coerente, usando como base uma ambientação de visual impecável e uma premissa muito interessante.

Destaques de Scarlet Nexus

Agora que você já tem uma noção geral daquilo que Scarlet Nexus tem a oferecer, podemos começar a nos aprofundar em alguns detalhes que já foram evidenciados nas prévias do jogo. Obviamente, esses detalhes foram aqueles que mais me chamaram a atenção. Acompanhe…

Visual Impecável em Estilo Anime

Apesar de não seguir o formato tradicional de um J-RPG, Scarlet Nexus exibe um estilo que é muito comum aos jogos desse tipo. Isto é, todas as construções do game remetem aos animes japoneses de uma forma incrível.

E o que mais merece ser destacado, em relação a esse aspecto, é o fato de o poderio dos consoles da próxima geração ter conseguido tornar os desenhos, dos cenários e dos personagens, muito mais atraentes.

Embora a premissa do game e o seu cenário Brainpunk ajudem a aumentar o fascínio, é inegável que os efeitos visuais dos combates, bem como as animações dos movimentos psicocinéticos acabam sendo um espetáculo à parte.

Portanto, apesar de o estilo anime ser muito utilizado em jogos de RPG de origem japonesa, o que Scarlet Nexus exibiu até o momento já nos permite concluir que as construções em estilo anime ainda têm espaço para crescer.

Nesse sentido, cabe destacar que a Bandai Namco é uma das poucas empresas que ainda exploram esse estilo de criação e, por isso, tudo indica que a atuação dessa gigante dos games, na próxima geração de consoles, se dará de uma forma muito atrativa (para o deleite dos fãs de animes).

Scarlet Nexus

Gameplay Intenso e Diversificado

Outro aspecto que “saltou aos olhos” nas prévias de Scarlet Nexus foi o gameplay diversificado. Na verdade, o primeiro trailer do game acabou deixando a impressão de que a experiência seria uma “salada”, com elementos inspirados em uma grande quantidade de jogos.

E sim, se a gente for parar para analisar, a ideia da “salada” não fica muito longe da realidade. Como eu já destaquei, elementos de jogos de aventura, Hack and Slash, Action RPGs, Souls-Like e alguns outros podem ser encontrados em diversas cenas dos vídeos liberados até o momento.

Porém, o que não podemos esquecer é que a Bandai Namco é sempre muito competente em suas criações. E os trailers já provaram que a tal “salada” parece ser bastante coerente, tanto com a premissa do jogo, quanto com a jogabilidade. Sem contar que o plano de fundo parece harmonizar perfeitamente com tudo.

Assim, se considerarmos todos os aspectos e as nuances da trama, podemos esperar um gameplay bastante movimentado, que não deixa de lado a imersão e a necessidade de realizar movimentos de forma inteligente e estratégica.

A título de comparação, poderíamos dizer que Scarlet Nexus será uma combinação de Control, com Code Vein, God Eater, Bayonetta e, como não poderia deixar de ser, Dark Souls.

Scarlet Nexus

Premissa e Ambientação

Para completar a minha rodada de destaques acerca do vindouro Scarlet Nexus, cito a premissa e da ambientação, que prometem ser aspectos capazes de envolver os players ao longo da jornada.

Sobre esses pontos, vale lembrar que toda a história do game foi elaborada pelos criadores do lendário Tales of Vesperia, que foi lançado originalmente em 2008 e recebeu uma versão aprimorada no início de 2019.

Esse clássico é apontado por muitos como um dos melhores Tales of de todos os tempos. Então, se for pela força da referência, a trama de Scarlet Nexus promete bastante.

Além do mais, os cenários futuristas e a excêntrica ideia de Brainpunk também irão contribuir para criar uma experiência única. Aliás, segundo os desenvolvedores, o jogo irá prender a atenção dos players do início ao fim, com uma série de personagens cativantes e muitas reviravoltas.

A questão dos mutantes conhecidos como Os Outros pode até ser um pouco parecida com a premissa básica de God Eater, mas a questão da psicocinese e dos poderes extrassensoriais dos personagens parece indicar que a história seguirá por um caminho mais profundo.

Scarlet Nexus: o que podemos esperar?

Após verificar todas as informações apresentadas acima e observar os vídeos e as imagens, creio que fique bem claro que Scarlet Nexus tem tudo para ser uma aventura memorável, especialmente para quem curte RPGs japoneses, jogos de ação e aventura e, mais importante, os famosos animes.

Por mais que o gameplay tenha sido classificado por certas pessoas como uma “salada”, minha experiência com a Bandai Namco me faz ter confiança de que a combinação dos elementos se dará uma forma muito eficiente e irá garantir momentos eletrizantes e cheios de adrenalina.

Em relação à história, minhas expectativas são altas, já que, como eu destaquei, tudo está sendo desenvolvido pelos mesmos criadores de Tales of Vesperia, que, além de ser um dos meus jogos favoritos, é um dos títulos mais amados e bem avaliados pelos fãs de RPGs japoneses.

Concluindo, Scarlet Nexus pode ser o primeiro passo rumo a uma nova fase para os jogos em estilo anime. E sim, é possível que o jogo também altere o padrão do gênero J-RPG, tornando-o mais versátil. Enfim, por ora, uma data de lançamento ainda não foi confirmada, mas, o game tem tudo para ser um dos grandes destaques entre os primeiros lançamentos da próxima geração de consoles. Até mais…

Deixe seu comentário!